18 fevereiro, 2011

KEEP WALKING

a volta na
lagoa
hoje foi em velocidade de cruzeiro: exatos 50 minutos.
o intuito era ouvir frases esparsas entre os ímpares e díspares para mudar o rumo dos meus pensamentos.
semana de coração dolorido.
pensei que já tivesse passado a fase de chorar na rua.
a crença de que a vida continua não resolve a questão da ausência
da mão que não segura a minha
da voz
do brilho do olhar...
é a parte mais difícil
100dúvida.
(não, eu não estou sofrendo amargamente!
mas tem dias que meu coração bate baixinho
pela ausência dos dois homens que mais marcaram
minha vida:maridoMauro e meuPai)

*
bom dia, querentes

2 comentários:

Luma Rosa disse...

E não tem como te consolar! Dizer o quê? Nestas horas chore, desabafe!! Se sofre tanto a ausência é porque coleciona momentos maravilhosos e quem nunca teve do que sentir saudades? Beijus,

Michelle disse...

nossa, há muito tempo passo por aqui de vez em quando e não me lembro de "vê-la" triste. comigo funciona assim, depois que passa essa angustia da perda, fica aquela saudade "gostosa" das lembraçs dos momentos bons, lembranças que virão em pensamento sem "peso" pela perda. que isso aconteça pra você em pouco tempo, sofrimento por menos tempo. Deus abençoe!